Postagem em destaque

Autoeficácia nas palavras do próprio Albert Bandura

Este artigo traduzido faz parte dos meus estudos de doutorado. Ele fornece um referencial teórico importante para estudantes e professores...

sexta-feira, 1 de junho de 2012

Prova Prática Farmacologia-Toxicologia 2012/1


Guilherme, 8 anos de idade, encefalopata crônico por paralisia cerebral, chegou ao PS, no final do plantão do Dr. Victor, às 02:34, trazido pela mãe e pela avó. Seu quadro clínico era caracterizado por agitação psicomotora, alucinações, midríase fixa isocórica, taquicardia (FC = 108) e ruídos hidroaéreos diminuídos. A mãe refere que o paciente não urina desde ontem e que o paciente faz uso continuado de clonazepam e carbamazepina.
A avó é a cuidadora da criança, mas teve que deixá-la com uma vizinha para visitar sua filha, Joana, mãe de Guilherme. Joana é portadora de esquizofrenia, diabetes, hipertensão, depressão, hipotireoidismo e HIV. Quando ambas foram encontrar Guilherme no final do dia, encontraram-no sozinho, com várias cartelas abertas e comprimidos espalhados no chão, os quais foram trazidos ao PS: Parcel (diidroergotamina, paracetamol e cafeína), metformina, enalapril, claritromicina, fluconazol,  zidovudina, levotiroxina, citalopram, prednisona, diclofenaco, etinilestradiol, ciprofloxacino, escopolamina e quetiapina.

1) Que perguntas devem ser feitas ao paciente e seus familiares para completar a história? (1,0)
2) Quais outros dados você procuraria para completar o exame físico? (1,0)
3) Qual síndrome tóxica você acredita que o paciente esteja apresentando no momento? Justifique. (1,0)
4) Cite cinco exemplos de agentes tóxicos que podem causar essa síndrome. (0,5)
5) Classifique farmacologicamente, incluindo a indicação terapêutica, dos fármacos encontrados próximos a Guilherme. (1,0).
6) Que outra(s) síndrome(s) tóxica(s) este paciente poderá apresentar? Devido a que substância(s)? A que sinais você deverá ficar atento para a identificação dessas síndromes? (2,0)
7) Quais as medidas iniciais que você recomendaria para conduzir o caso de Guilherme? (1,5)
8) Há possibilidade de interações medicamentosas de relevância clínica? Descreva-as se houver. Dica: usar o "interactions checker" do site www.drugs.com (2,0).
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...