Postagem em destaque

Autoeficácia nas palavras do próprio Albert Bandura

Este artigo traduzido faz parte dos meus estudos de doutorado. Ele fornece um referencial teórico importante para estudantes e professores...

segunda-feira, 19 de setembro de 2011

ATIVIDADE 4

Leia os links abaixo e responda as perguntas que seguem.

1) Leila Lopes estaria deprimida.
2) Corpo de Leila Lopes é liberado do IML.
3) Morre em SC menina vítima de agrotóxico contra piolho.
4) Morre criança intoxicada por inseticida em SC.

a) O que o diazinon e o chumbinho têm de comum e de diferente em seu mecanismo de ação?
b) Descreva as 3 fases possíveis da intoxicação por organofosforados.
c) Que eventos clínicos podem provocar o óbito nesse tipo de intoxicação?
d) Relacione os receptores muscarínicos e nicotínicos com as manifestações clínicas possíveis nessas intoxicações.
e) Explique o papel da administração de volume nesses casos.
f) Explique o papel do diazepam nesses casos.
g) Explique o papel da atropina nesses casos.
h) Imagine que você tem um paciente intoxicado por chumbinho apresentando sialorreia, roncos e estertores difusos na ausculta pulmonar, miose puntiforme bilateral, sudorese profusa, vômitos e diarreia, SatO2 = 65% e FC = 112bpm. Como você procederia nesse caso, considerando que a atropina é taquicardizante?

terça-feira, 13 de setembro de 2011

O que diferencia uma análise fatorial exploratoria de uma confirmatória

A análise fatorial exploratória analisa o padrão de correlações existentes entre as variáveis e utiliza esses padrões de correlações para agrupar suas variáveis em fatores, os quais são variáveis não-observadas que você pretende medir a partir das variáveis observadas. Você pode especificar se você quer uma rotação ortogonal (pretendendo que não haja correlação entre os fatores, como a rotação varimax), ou uma rotação oblíqua (na qual você assume a existência de correlação entre os fatores, como a rotação oblimin). Geralmente se pressupõe correlação entre os fatores e, por isso, rotações oblíquas são preferidas.

Já a análise fatorial confirmatória parte da premissa que você já tenha uma teoria sobre quais variáveis medem quais fatores (também conhecidos como construtos na Psicologia) e que você quer confirmar o grau de ajuste dos dados observados à teoria que você hipotetizou. Para isso utiliza-se a modelagem de equações estruturais, na qual as relações entre variáveis observadas e fatores é modelado em uma série de regressões lineares, utilizando para isso uma matriz de covariâncias. Você pode rever seu modelo teórico e mudá-lo, ligando construtos e variáveis de outras formas.

Prefiro a análise fatorial confirmatória. Não tem no SPSS, mas tem no AMOS, que é bem fácil de usar. Você também pode usar o MPlus, que carece de uma boa parte gráfica, mas é superior em termos de estimação dos parâmetros modelados.

segunda-feira, 5 de setembro de 2011

ATIVIDADE – HABILIDADES EM FARMACOLOGIA, TOXICOLOGIA E TERAPÊUTICA - BOTOX



Botox é o nome comercial com o qual a toxina botulínica tornou-se mais conhecida.
É a substância mais tóxica que existe para o homem, com uma dose letal de 1 nanograma / kg (= 10-9g/kg).
Atualmente há um certo frenesi sobre os efeitos dessa substância, aparentemente uma nova panaceia contemporânea.

Leia as seguintes notícias colhidas da internet:

1) Conselho aperta cerco ao grupo da medicina estética

2) Uso errado de Botox mantém o olho aberto

3) Naomi quer processar "rei do botox", diz jornal

4) EUA: tratar a pele nunca foi tão fácil e tão perigoso

5) EUA investigam ligação entre botulismo e uso de botox

6) Operação contra produtos estéticos ilegais prende quatro médicos e empresários no Rio

7) Padre Fábio de Melo usa botox

8) Atriz Teri Hatcher, de 'Desperate Housewives', prova que não usa Botox

9) Fabricante do Botox pagará US$ 600 milhões por mau uso de seus produtos

10) Injeção de botox é usada para "esticar" pênis

11) Botox pode espalhar toxina pelo corpo, diz estudo

12) Tratamento prova eficácia de botox para sudorese

13) Pesquisa testa botox contra incontinência urinária

14) Efeito colateral do botox pode ser fatal, alerta FDA

15) Botox é usado no tratamento de enxaquecas e de problemas vocais

16) Australiano paralisado volta a andar após aplicação de Botox

17) Médicos alertam para uso de botox em altas doses

Após ler essas reportagens, pesquise e responda:

a) Descreva o mecanismo de ação da toxina botulínica que explica a paralisia muscular. Nota: esteja preparado para desenhar na lousa o que ocorre na junção neuromuscular.

b) O uso terapêutico da toxina botulínica pode provocar botulismo? Se esse risco for possível, como evitá-lo?

c) Quais as condições ideais para a produção da toxina pelo Clostridium botulinum?

d) Como é o quadro clínico do botulismo?

e) Qual o diagnóstico diferencial do botulismo?

f) Qual é o tratamento do botulismo?

Boa pesquisa!



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...