Postagem em destaque

Autoeficácia nas palavras do próprio Albert Bandura

Este artigo traduzido faz parte dos meus estudos de doutorado. Ele fornece um referencial teórico importante para estudantes e professores...

sábado, 6 de junho de 2009

As ameaças ambientais ao cérebro humano

“O cérebro humano corre um risco gerado por si mesmo. (...) é [simultaneamente] o alvo dos nossos erros sobre o ambiente, mas também é o ponto de partida desses erros. Por outro lado, nosso cérebro pode originar as soluções para consertar tais problemas. Nosso cérebro é vítima, causador e mitigador das nocivas alterações ambientais que prejudicam a percepção, a cognição e as emoções das pessoas, sua capacidade de reproduzir e amadurecer. A educação de baixa qualidade, a poluição, a falta de saneamento básico, a dieta pobre em nutrientes, e o uso indiscriminado de agrotóxicos em nossos alimentos são fatores que, associados, contribuem para um ambiente psicossocial degradado (...) Milhões de pessoas estão sofrendo de declínio em sua inteligência. Logicamente proteger o cérebro das futuras gerações deveria ser uma prioridade ambiental – mas não é.”

(extraído de Christopher Williams, no livro Terminus Brain: The Environmental Threat to Human Intelligence.)
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...